Últimos Vídeos

Cansei de ser boazinha

Estilo de Vida 23-04-2007

Eu sempre fui explosiva, sempre fui grossa com quem merecia, sempre soube me defender sozinha. Se eu tinha razão então chegava com um caminhão de argumentos e sei que ganhava qualquer briga.

Mas eu não me sentia bem assim, sei que muitas vezes magoava as pessoas sem necessidade. Comecei a pensar e resolvi que deveria ser uma pessoa melhor, mais tolerante, mais compreensiva…

E eu testei esse meu novo comportamento quando começou a obra da minha casa. Desde o começo eu procurei levar as coisas numa boa, tentando ter jogo de cintura pra não criar mais problemas ainda do que eu já tinha.

Só que agora, na reta final, eu me sinto feita de idiota pelas pessoas. Fui boazinha, fui compreensiva e só me ferrei, essa é a verdade.

Agora foi a gota d’água. O mestre de obras que é quem nós contratamos e com quem lidamos e passamos as instruções do que queremos, passou o fim de semana internado por causa da pressão que estava alta. Ok, hoje o pedreiro que está trabalhando aqui em casa chegou pra trabalhar e eu dei as ordens diretamente para ele, pedi pra quebrar um resto de cimento que tinha perto do muro, porque quero mandar colocar a grama o quanto antes.

Ele começou a quebrar e eu entrei pra fazer as minhas coisas. Depois fui lá fora falar com ele e o portão estava aberto e não tinha ninguém. Só isso já me deixou nervosa porque eu cansei de falar que se precisar sair pra alguma coisa é pra me avisar porque eu vou trancar o portão, afinal de contas eu fico sozinha em casa. Voltei ao que estava fazendo e percebi que não tinha água. Estranhei porque aqui não é de faltar água. Fui lá fora dar uma olhada no registro e encontro um cano quebrado jorrando água.

Acredita que o cara quebrou o cano e fugiu? É, eu também não quis acreditar. Liguei para o mestre de obras e pedi pra ele mandar alguém pra resolver isso pra mim porque eu estava sem água em casa. Ele mandou e o rapaz já arrumou o cano.

Agora pouco tocou o interfone, era uma caçamba (dessas que coloca entulho) que chegou e eu fui lá pagar. Dei de cara com o infeliz-quebrador-de-cano-que-foge-das-responsabilidades, que perguntou se o chefe dele (o mestre) estava aqui. Falei um não bem seco e ele perguntou se eu vi o cano. Hum… não deveria ter perguntado… Eu descarreguei toda a minha raiva acumulada desde cedo. Falei que isso não se faz, que ele não poderia ter me largado com um cano quebrado e ter fugido e blá blá blá… Por fim mandei ele embora e ele que se acerte com o chefe dele depois.

Fiz mal? Sim eu fiz, porque tenho pressa que o serviço termine logo. Só que eu cansei de ser feita de palhaça, de aceitar tudo o que fazem pra mim. Cansei de me sentir idiota por não ter feito o que instintivamente eu faria. Pensei em ir atrás dele e mandar ele entrar pra trabalhar, mas não fui. E não vou. E dane-se que vai demorar mais, pelo menos eu não vou ficar mais uma vez com essa sensação horrível de ter sido passada para trás.

Ps. comentários fechados porque os dos outros posts ainda não retribui e não sei quando eu vou ter cabeça pra curtir ficar na net. Só sei que hoje não dá, mas tinha que desabafar.

Sobre mim

Tamara

Eu sou a Tamara e o Caramelow é a continuação do true-luv.com, blog criado por mim em 2004. Leia mais

Redes Sociais

Twitter

Categorias

Newsletter

Receba atualizações por email

Inspirações

Últimos Posts

Facebook

×